as pedraS . . .

BIODEGRADÁVEL


no mangue, muitos sacos plásticos pousam nas árvores
ao fim do dia
e tudo fica salpicado de belas garças.

quando garrafas pet aglomeradas vêm às margens,
os ribeirinhos lançam as redes
e é lindo de ver o cardume verdinho prateando.

e tem carcaças de automóveis nodosas que dão até ninhos
com copas de capôs que abrigam da chuva.

nas águas gordas da baía se vê o bailado dos entulhos,
momento em que as crianças se debruçam das barcas
para contemplar o nado sincronizado e eterno dos botos