as pedraS . . .


o futuro é o outro lado do muro
que nossa curiosidade criança não alcança,
mas o adulto, afoito e confuso se lança
para além do Presente que se tem

e lá ele encontra
tudo que desencontra:
latas vidros plantas e céu,
o vazio do tempo baldio
onde só as crianças sabem
criar